Acompanhe o seu desempenho e evite o “OVERTRAINING”

Como você evita o seu OVERTRAINING?

Utilizar um dispositivo de rastreamento para medir a intensidade dos seus exercícios físicos é uma ótima maneira de melhorar os resultados, além de garantir que você não exagere no treino.

Combinar treinamentos de cardio, força e flexibilidade em sua rotina semanal é conhecido por entregar os melhores resultados.

No entanto, você pode aprimorar seu desempenho se monitorar a prática de exercícios no tempo real.

De acordo com as diretrizes do ACSM, você praticar exercícios físicos misturando treinamentos leves, moderados e de alta intensidade.

No entanto, como a intensidade é considerada algo mais difícil de se avaliar, surgiu a ideia de usar “rastreador fitness”.

“Esses dispositivos Fitness podem ser uma boa maneira de registrar seus exercícios, rastrear seu progresso e, o mais importante, calcular sua intensidade “.

Há um total de cinco zonas de intensidade que um exercício podem alcançar e, refletem em uma porcentagem de sua taxa de freqüência cardíaca máxima.

Para treinar os diferentes sistemas de energia e tipos de fibras musculares, é importante que seu treino semanal envolva tempo em cada zona:

  • Zona de treinamento de intensidade muito leve = 50-60% da freqüência cardíaca máxima
  • Zona de treinamento de intensidade leve = 60-70% da freqüência cardíaca máxima
  • Zona de treinamento de intensidade moderada = 70-80% da freqüência cardíaca máxima
  • Zona de treinamento de intensidade forte = 80-90% da freqüência cardíaca máxima
  • Zona de treinamento de intensidade máxima = 90-100% da freqüência cardíaca máxima

A maneira mais simples de monitorar o tempo gasto nessas diferentes zonas de treinamento é com um rastreador/dispositivo fitness.

Polar A370 é uma boa escolha, com o benefício adicional de ter perfis de exercícios LES MILLS  incluídos no aplicativo.

Isso, permite que você possa identifique a sua zona de treinamento de acordo com a sua frequência cardíaca, podendo compará-las, com o objetivo de garantir que você esteja atingindo as zonas de intensidade sem se esforçar demais, ocasionando o famoso “overtraining“.

Seguir os exercícios desta forma não só maximizará a sua aptidão física, mas também pode desempenhar um papel vital na prevenção do excesso de treinamento e, consequentemente, o risco de lesões.

Quando você leva a intensidade e a frequência dos exercícios ao máximo, corre o risco de se levar a uma categoria de sobrecarga, colocando a função adrenal do seu corpo sob estresse.

De acordo com Bryce Hastings, o chefe de pesquisa da Les Mills, “os dados que você obtém de um rastreador de aptidão como o Polar, facilitam o monitoramento de suas atividades físicas e evitam o excesso de treino“, diz ele.

Sobre o OVERTRAINING: 

  • Se você está sofrendo mais fadiga ou dor muscular do que o normal, é provável que você esteja gastando muito tempo nos 90-100% da zona máxima de freqüência cardíaca . Lembre-se, recomenda-se que você gaste mais de 40 minutos por semana com a frequência cardíaca acima de 85% no máximo. Se você estiver fazendo demais, reduza a carga para evitar futuras lesões.

 

Fonte: Les Mills International – https://www.lesmills.com/knowledge/fitness-research/fitness-trackers/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close